Moçambique e as opções de desenvolvimento

Questão : Como Conciliar a necessidade de obter mudanças rápidas no desenvolvimento da economia, com as mudanças sociais que ocorrem no tempo lenta.

A mudança implica uma transformação estrutural que ocorrem em diferentes dimensões temporais. Como se concilia as transformações no curto prazo no longo prazo

A compatibilização entre o desejo e a realidade, ou a arte de transformar desejos em realidade.

A questão da errância como percurso sem destino (o bêbado).

A alegoria do poste. O poste que ilumina a errância. Todos os postes estão em torno do bares

Qual é a formulação do sucesso. A taxa de variação é formulada em torno de si e independente das outras.

A escolha dum indicador é ideológico e não liga o curto prazo e o longo prazo.

Na análise liberal o curto prazo subpõe-se ao longo prazo

Caso de Moçambique: elevadas taxas de investimento estrangeiro, crescimento do PIB a mais de 5%, numa década, aumento do Investimento estrangeiro, inflação a 7 % anos,

Qual é o impacto do crescimento na resolução dos problemas.  Menor redução da pobreza,

Fatores de discussão para reduzir a pobreza. Criação de emprego- Moçambique tem um padrão de crescimento não intensivo. Depende da despesa social do complexo mineiro-industrial e florestal, que não geram mercado de trabalho. Não esta associado a wage goods / services – não está acompanhado em produção de bens e serviços.

O crescimento da produtividade fica afunilada no complexo mineiro e energético.  O aumento do poder de compra real das camadas mais baixas, que consome 80% da renda em alimentação, o efeito inflacionário come o efeito de crescimento. Fatores de conflito. Produtos alimentares, preço do combustível .

A economia moçambicana está a ficar afunilada. O investimento externo está concentrado em comodities. Minerais e produtos florestais (80 % do produto industrial é formado em produção de alumínio e gás, que empregam 500 cada uma). As empresas locais não absorvem as dinâmicas

Fraco aumento do poder de compra das comunidade mas básicas

A economia de Moçambique não retém a riqueza criada

A dívida pública doméstica aumenta . Os incentivos fiscais são redundantes para as grandes empresas. O crescimento não se reflete na melhoria da performance do sistema financeiro do estado. O endividamento do estado está a aumentar, e a especulação sobre ativos financeiros estão a absorver os efeitos de geração de capital.

Debates atuais

a) acelerar o crescimento nos mesmos padrões. A partir de certo ponto a probreza deve res resolvida

B) mias ajuda externa

C) Fazer ajustamentos de curto      prazo

D) Diversificar alargar a base      produtiva. Três mudanças

F) Gerir espectativas

Notas a propósito da conferência de Carlos Castelo Branco- Gulbenkian outubro 2013

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s